sexta-feira, novembro 07, 2008

145 anos depois

Foram precisos 145 anos, depois de ter sido abolida a escravatura, para que fosse possível eleger um presidente meio branco meio negro na América. (Se bem que, para a maioria dos brancos americanos, Obama seja negro). Aqui em Maputo, na manhã após as eleições, a alegria da população por todo o lado era imensa, e eu compreendo, a minha também o era. Mas pergunto-me agora, quantos daqueles negros que comemoravam terão percebido que, se um "negro" ganhou na América foi sobretudo com os votos dos "brancos", e ainda quantos anos serão precisos para que na África do Sul, por exemplo, ou em Angola, ou em Moçambique, ou em qualquer outro país africano um branco possa ser eleito presidente?

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Se fosse americana teria votado no Obama. Desde que comecei a ouvir os seus discursos. Já lá vão quase dois anos.
No Arrastão do Daniel Oliveira, ouvi Obama pela primeira vez, e fiquei rendida. Se há coisa que, realmente, não me interessa é a cor da pele. Tal como não me interessa a cor dos olhos.
Ofélia

8:58 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Ofélia, aqui, em Moçambique, os nossos dirigentes obrigam-nos a sentir que a cor da pele conta.

Veja a série "Quem não é mulato?" e "Obama é puro melting pot" em http://oficinadesociologia.blogspot.com/

9:29 da manhã  
Blogger António P. said...

Bom dia Toix,
Belo post e boa pergunta. Esperemos que aprendamso uns com os outros e que os regimes que refere sejam capazes de o fazer.
Um abraço

10:17 da manhã  
Anonymous Giuliano said...

Justa observação

5:17 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tb estive atenta desde início, mas quando o vi num programa da Oprah, fiquei convencida que algo ia mudar... Mas como os americanos têm aqueles sistemas,"we never no..."
Quanto à cor, estou como a Ofélia, mas se os meus olhos fossem verdes ou azuis erão bem mais vistosos numa morena, como eu !!!!:)
Bjs O

7:40 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home