sexta-feira, outubro 12, 2007

Surrealismo fantástico

A Confraria do Bacalhau é um pretexto que os portugueses inventaram e espalharam por todo o mundo para se encontrarem, conversarem, matarem saudades e, obviamente, encherem a mula. No último jantar em Maputo, que reuniu portugueses de Moçambique e África do Sul, e para o qual tive a honra de ser convidado, durante aquela parte costumeira e chatíssima dos discursos, o pintor Malangatana, que era convidado de honra, parecia alheio a tudo à volta e ia fazendo desenhos no guardanapo.

Fantástico foi o desenho, e o gesto do artista que o doou depois, no final do jantar, para um leilão que se efectuou para angariar fundos para obras sociais.


(Sorte a minha de poder assistir as estas coisas... )

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

desenho lindo!!!

Constança Lucas

6:54 da tarde  
Blogger paterhu said...

Quando visitei Moçambique a convite da Mabor, há bué de anos, tb tive o previlégio de almoçar com o Malangatana e o Chissano(escultor) que já partiu.
Memorável, sobretudo pela sua humildade, inquietante.
Abraço

4:02 da tarde  
Blogger Vasco said...

E vale a pena conhecer a sua casa na Rua Camões, lá para o Bairro do Aeroporto, bem como o Centro Cultural. Com sorte, ainda passam uma manhã ou uma tarde com o mestre, em que ele nos conta histórias e estórias que nunca mais acabam... felizmente!

10:40 da tarde  
Blogger Toix said...

Um grande abraço ao Vasco e outro ao Mário. Estamos juntos!

5:53 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home